• 18 de June de 2024
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Dos restaurantes aos hoteis Londres cada vez mais informal

Dos restaurantes aos hoteis Londres cada vez mais informal

Por: Paulo Panayotis | São Paulo - Brasil Categoria: Colunista

Londres: dos restaurantes aos hotéis, a cidade está cada vez mais informal

Londres - Inglaterra - Mesmo que você já tenha visitado a capital inglesa diversas vezes e se hospedado nos mais elegantes e luxuosos hotéis, Londres sempre surpreende pela diversidade de novas possibilidades e atrações que surgem a cada momento. Isto sem falar dos hotéis clássicos que tem se renovado muito rapidamente, especialmente após a pandemia. Também ocorre mesmo na cena gastronômica.

O melhor de Londres sempre se renova

Um grupo hoteleiro em especial está mais moderno e badalado do que nunca sem perder a elegância e o charme britânicos. Estou falando do grupo Morgan Originals, ou mais especificamente, dos hotéis St. Martins Lane e Sanderson. Ambos são cinco estrelas e estão estrategicamente localizados a poucos metros do que Londres tem de mais desejado, badalado e instagramável.

Hall moderno e claro do St Martins Lane, a um pulinho do Big Ben

St. Martins Lane - Bem no coração do West End, bairro famoso por concentrar alguns dos melhores teatros do Reino Unido, o St. Martins Lane é puro charme e discrição. Ao chegar a minha suíte toda envidraçada e com decoração minimalista, encontro uma bela garrafa de borbulhante. “Os clientes, após a pandemia, querem experiências diferenciadas e interações marcantes”, afirma o anglo egípcio Hasham Soliman, diretor geral da rede. “Mas o grande diferencial de nossos hotéis é que conseguimos encantar diferentes gerações. Casais e famílias gostam tanto de nosso jeito de hospedar quanto executivos”, conclui ele com um tangível sorriso de satisfação.

Boas-vindas com champagne, o que mais?

A aparente sisudez do prédio, antes de entrar, se desfaz completamente assim que você se depara com a ousada decoração do designer francês Philippe Starck logo no check in. Obras de arte contemporâneas coloridas competem com o misterioso - e sempre lotado - bar Blind Spot (ponto de encontro escondido, em livre tradução). “Estou aqui há mais de uma década e cada dia é uma alegria e uma novidade”, afirma o capixaba Cleverson Freitas, responsável pelo Blind Spot e criador da sua rica e concorrida carta de coquetéis exclusivos.

Jantar no The Restaurant, boa opção para após o Teatro.

Não é fácil nem usual, em Londres, alguém permanecer tanto tempo assim no mesmo emprego. “Adoro isso aqui, é como se fosse a extensão de minha casa”, concluir Cleverson correndo para atender ávidos e sedentos clientes. “Depois do jantar, voltem aqui para encerrar a noite com uma boa taça de champanhe”. Uma excelente forma de terminar o dia. O jantar, no The Restaurant do hotel, onde também é servido o café da manhã, é outra grata e descontraída surpresa. Polvo e Chablis, sugeridos pelo maître, fecham um dia incrível. O frio moderado para a capital inglesa, leia-se oito graus centígrados, permite um revigorante passeio por Trafalgar Square até chegar bem pertinho do Grande Ben, ou Big Ben para os íntimos. Ah, as doçuras e agruras de Londres! Quando os vapores do vinho Chablis começam a evaporar, acelerados pelo friozinho inglês, volto para o meu novo bar preferido, o Blind Spot, agora em quase total penumbra e completamente lotado. Com a hospitalidade à moda brasileira, Cleverson me recebe com um sorriso e uma taça de champanhe! “Aceitou meu convite, hein”? E como não aceitaria, penso eu, aconchegado em um cantinho, ouvindo boa música e tentando decifrar meia dúzia de idiomas ao meu redor.

Jornalista Adriana Reis na suíte do St Martins Lane: clara e espaçosa

De fato, constato eu novamente, Londres está mais descomplicada, mais informal, mais gostosa! E sem perder aquela “fleuma”, aquele mistério, aquele cosmopolitismo “Londoner”. Em breve conto mais sobre as minhas recentes experiências em Londres incluindo musicais, restaurantes e hotéis fantásticos como o Sanderson, pertinho da icônica Oxford Street e o Mondrian, no coração do multicultural e artístico bairro de Shoreditch. Of course, my darling!

Jornalistas Paulo Panayotis e Adriana Reis (www.oquevipelomundo.com.br)

Fotos – Paulo Panayotis & Adriana Reis

Jornalistas estiveram em Londres a convite dos hotéis St. Martins Lane, Sanderson London e Mondrian Shoreditch e apoio Visit Britain

 

GALERIA DE IMAGENS

CLIQUE PARA AMPLIAR AS IMAGENS