• 18 de December de 2018
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Os trogloditas da Capadócia (VÍDEO)

Os trogloditas da Capadócia (VÍDEO)

Por: Paulo Panayotis | São Paulo - Brasil Categoria: Colunista

Os trogloditas da Capadócia
Fotos: Paulo Panayotis/Adriana Reis - crédito obrigatório

Capadócia, Turquia. Os termômetros do pequeno Aeroporto de Kayseri, na Capadócia, marcam cinco graus negativos. Um voo de aproximadamente uma hora e meia me trouxe de Istambul, a capital econômica turca, até a Capadócia, na Anatólia Central, Ásia. Quando amanhecia, a bordo, vislumbrei pela primeira vez tudo coberto de neve, tudo branquinho. É dezembro, próximo ao Natal. Sei que neva com uma certa frequência na Capadócia, mas isto é algo incomum. Tudo branquinho, tudo nevado, tudo gelado!


                                      Chegada surpreendente a Capadócia: neve por todos os lados!

Primeiro desafio: achar o escritório da locadora de carros. Olha daqui, olha dali e nada. Pergunto. “ É no embarque”, diz um funcionário. No embarque? Isso mesmo, o carro alugado deve ser retirado no embarque... Coisas turcas que não merecem (ou não têm) explicação. Saio do aeroporto pelo desembarque (a cinco graus negativos) e vou para o embarque. Por meio de sinais, tento dizer ao policial que quero chegar ao escritório da locadora de veículos... Inútil. Ele não fala nada além de turco... e eu, iletrado, não pronuncio uma palavra sequer no idioma dele. Falta de formação cultural dá nisso. Vamos em frente. Quer dizer, para trás... Ou seja, vamos tentar pegar o carro.

             Aventura é conhecer a Capadocia no inverno turco

O policial, após ver minha reserva com o nome da companhia, me deixa entrar no “embarque”. Finalmente, penso... Finalmente: pânico! O escritório esta fechado. Não há ninguém. E eu, na Capadócia, sem carro! E lá fora, cinco graus negativos. Sinalizo. Suplico. Quase choro. Funciona. Vejo o policial tirar “turcamente” o celular do bolso e falar, mais "turcamente" ainda, algumas breves palavras. Ao final desliga, olha fixamente para mim com um leve sorriso, e balbucia: “Wait... coming!” Espere, chegando - informa o homem da lei que já deveria ter decorado estas simples, mas milagrosas palavras em inglês. Me sinto menos desolado à medida que vou compreendendo que muitos outros turistas como eu devem ter passado pelos mesmos segundos de pânico gerados pela locadora desoladamente fechada. Cinco minutos depois, chega um rapaz sorridente, me cumprimenta e diz: “Espero que tenha feito um bom voo... Me atrasei um pouco, perdi a hora”. E eu, olhando para ele, feliz da vida, esqueço completamente que minutos antes tive sombrios sentimentos criminosos em relação ao sorridente funcionário... Burocracia resolvida, saio para conhecer a "Terra dos Belos Cavalos" (livre tradução de Capadócia).

            Hotéis com quartos escavados nas rochas: troglis

O incidente inicial é totalmente esquecido nos dias seguintes. Cortesia, simpatia, profissionalismo foi o que descobri nesta terra única, lar dos trogloditas. Explico: há milhares de anos, homens moram em buracos cavados na rocha na Capadócia. Tais moradias são chamadas “troglis”, daí o termo troglodita! Na verdade, de troglodita eles não têm nada. Podem não ser extremamente simpáticos e efusivos, como nós brasileiros, mas passam longe da grosseria.

            Balões colorindo os céus bem cedo

Uma infraestrutura sólida faz com que este lugar seja um paraíso original e único para quem gosta de viajar. Tem que ser visto!

          Suite de hotel escavada na rocha

Das cidades subterrâneas, que chegaram a abrigar milhares de pessoas aos inesquecíveis passeios de balão sobre uma paisagem lunar, tudo vale e muito a pena! Isso sem falar nos preços que, mesmo com o dólar nas alturas, tem uma relação custo-benefício dez vezes melhor que o Brasil. E mais: o que falar da comida, saborosíssima, da cerveja forte e encorpada, da história, milenar!

Cordeiro, um dos pratos da riquíssima gastronomia turca

A aventura completa esta disponível em vídeo, texto e fotos no  site  www.oquevipelomundo.com.br . Todas as dicas de como chegar, qual a melhor época, os melhores lugares, as paisagens imperdíveis, enfim, tudo para você não ficar a pé quando for para a Capadócia... Afinal , eu quase fiquei!!! E, francamente, você não é nenhum troglodita para passar por isso, ou é???

Há dezenas de cidades subterrâneas espalhadas por toda a Capadócia

Veja aqui quem é o jornalista Paulo Panayotis

Ah, quer mais sobre a Turquia? Sobre Constantinopla, também conhecida como Istambul??? Aqui vai!

GALERIA DE IMAGENS

CLIQUE PARA AMPLIAR AS IMAGENS