• 16 de December de 2017
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Ni hao, Xangai! – Bem-vindos ao Mandarin Oriental Shanghai Pudong

Ni hao, Xangai! – Bem-vindos ao Mandarin Oriental Shanghai Pudong

Por: Adriana Reis Categoria: Hotel
 

 

Chegada no Aeroporto de Xangai – Recepção Mandarin Oriental Pudong

Xangai – China – “Ni hao!” Somente entendi que era comigo quando vi a placa com meu nome que uma simpática chinesa segurava na saída do avião! Além do meu nome, o símbolo inconfundível do Mandarin Oriental. E olha que não era no desembarque não! Era na saída do avião mesmo! Venço as centenas de metros  até a imigração a bordo de um destes carrinhos de aeroporto. Detalhe: exclusivo só para mim! Se há filas no gigantesco aeroporto de Xangai? Certamente, mas com o serviço do Mandarin, ficam somente na imaginação.Quando menos espero eu e minhas malas estão a bordo de uma BMW 530 seguindo para o centro da cidade. O cansaço pela longa viagem é amenizado por lenços umedecidos e água mineral fresca. Ao meu lado, uma pasta com todas as informações sobre a minha estadia. Nem parece que estou na China, país que tenho o privilégio de voltar pela quarta vez. O caminho até moderno distrito financeiro de Lujiazui, em Pudong, é longo e, aos poucos, reconheço os lugares por onde passava quando trabalhei em Xangai.

Angela Cai no check in na minha suite

Pela primeira vez na vida, faço meu check in direto no quarto. No quarto não, na suíte de frente para o rio Huangpu.  “Fez boa viagem?” Angela Cai, uma elegante e magra chinesa de quase um metro e oitenta, me dá as boas vindas dentro de minha suíte. Quando menos espero, estou sentada diante do magistral rio tomando um chá e olhando para o mágico e cintilante skyline da cidade! Há luzinhas para todos os lados.

Sala da minha suíte no Mandarin Oriental Pudong

Inclusive no colossal lobby. É natal e, apesar de estar na China, há muitos hóspedes ocidentais. “Conseguiram unir com maestria as tradições orientais e ocidentais”, consigo raciocinar apesar do jet leg.
Só percebo que há champanhe, frutas e gourmandises chinesas me esperando segundos antes de desmoronar!

Minha suíte no Mandarin Oriental Pudong

Acordo e fico na cama olhando ao redor: decoração impecável e vista para o rio Huangpu, que divide Xangai nas regiões de Puxi e Pudong. Sempre fui apaixonada por Xangai desde a primeira vez , ao trabalhar para a Exposição Universal de 2010. Agora tenho ainda mais motivos para me apaixonar: #Mo_Pudong.

Amenities – Mandarin Oriental Pudong

Inaugurado em 2013, às margens do rio, o Mandarin Oriental de Shanghai Pudong tem 318 sofisticados quartos, 44 belas suítes e um prédio anexo com residências de alto luxo para quem pode ficar mais tempo nesta cidade. De lá para cá,  a rede conquistou #MOFans chineses e estrangeiros.
Tomo um chá e desço para o Mandarin Oriental Club. Trata-se de uma tendência para executivos ao redor do mundo. Minha suíte dá acesso exclusivo, com meu key card que para no andar do Club.

Mimos na minha chegada ao Mandarin Oriental Pudong

Nada é convencional. Um serviço impecável com iguarias, bebidas e espaços para trabalhar ou relaxar. O barman me atende com um inglês carregado de sotaque latino. O “hermano”, um argentino que trocou o churrasco por noodles, abre um grande sorriso ao saber que sou brasileira. No menu do dia tem pato laqueado, sushi e sashimi além de delicadas amostras da culinária chinesa. “Temos praticamente todos os tipos de bebidas e drinques à disposição”, explica ele.
Ainda no Mandarin Club, olho para o lado e a enorme Torre de Pérola (Pearl Tower) está logo ali na minha frente super iluminada. Como tem luzinhas nesta cidade! Aliás como é quase tudo na noite chinesa. O Shanghai IFC e o Shanghai World Financial Centre também estão ali bem pertinho.

Funcionário argentino no Club Lounge – Mandarin Oriental Pudong

Aproveito o dia para dar uma volta rápida pelo centro. O jet leg ainda está por perto, portanto, volto para o hotel, tomo uma taça de espumante e vou direto para a cama. Ao entrar, a suíte está impecavelmente pronta para descansar, com cama arrumada, chinelos, bombons e mensagem de boa noite. Este atendimento super personalizado o #MOHG sabe fazer como ninguém. Os barcos iluminados ainda passam nas águas do Huangpu enquanto desmaio novamente.

Vista noturna da minha suite – Mandarin Oriental Pudong

Outro detalhe das suítes é que a diária inclui uma peça de roupa lavada e passada por dia. Basta deixar no espaço especial até o horário determinado e, no dia seguinte, sua roupa estará prontinha no guarda roupa. Para quem está acostumada a viajar a trabalho com bagagem pequena, como eu, esse é um serviço providencial.

ornalista Adriana Reis no Clube Lounge Mandarin Oriental Pudong

O  dia amanhece e Xangai se descortina nas grandes janelas de vidro do #MO_Pudong. Antes do roteiro do dia checo os três restaurantes do hotel que posso escolher:  o Fifty 8° Grill, que oferece cozinha moderna e foco nos prazeres da carne. O Yong Yi Ting especializado em comida chinesa, é claro. E o Zest, com gastronomia internacional e asiática. Tem ainda o Mandarin Cake Shop, se a ideia é só tomar um chá ou um café com ou sem um docinho longo do dia. Se você não é lá muito adepto da gastronomia chinesa, fique tranquilo. No #MO_Pudong você não vai passar aperto. Eu, por exemplo não gosto de pimenta.

Um dos restaurantes do Mandarin Oriental Pudong

Descubro que, para mim, o Zest é a melhor opção para o café da manhã. Até hoje foi a maior variedade de opções gastronômicas servidas num café da manhã que vi em toda minha vida. E olhe que já viajei… Para começar todos os atendentes me chamam pelo sobrenome e, já no segundo dia, sabem que tipo de café gosto, qual suco prefiro e como peço os ovos mexidos. Ser paparicado é bom demais, não é? São vários espaços divididos entre gastronomia oriental e ocidental.

Café da manhã – Mandarin Oriental Pudong

Há baias com pães, frutas, mel, frios, doces, sucos e muitos produtos digamos diferentes para o paladar do brasileiro. Isso sem falar na área detox, sem glúten e sem lactose. Um verdadeiro paraíso para todos os gostos. Nas mesas, há famílias, jovens, crianças, casais, executivos, o que mostra como o hotel é uma escolha tanto para hóspedes a lazer quanto a trabalho.

Depois de uma rápida visita ao hotel, vou conhecer o spa. Com uma piscina monumental, minha sugestão é reservar um horário para massagem depois de bater perna na cidade. Você não vai se arrepender. Se não conseguir horário, pode apenas relaxar na piscina que, além de ser aquecida, tem música ambiente debaixo da água. Acredita? Debaixo d’ água!

Piscina – Mandarin Oriental Pudong

Mato as saudades de Xangai, que mudou bastante desde a realização da Expo.
O concierge do hotel me recomenda reservar o horário do motorista que me deixa num dos pontos turísticos da cidade. Serviço incluso nas diárias. Serviço, aliás, que faz toda a diferença quando você está numa metrópole chinesa e a comunicação nem sempre é tão fácil em inglês. Recomendo aos hóspedes levarem o cartão do hotel em chinês porque os motoristas de táxi não sabem ler o alfabeto ocidental. #Ficaadica

Jornalista Adriana Reis no lobby do Mandarin Oriental Pudong

Cansada ainda da longa viagem, não me deixo vencer mais uma vez. E antes de dormir, decido estender minha estadia e assim ter mais tempo para conhecer detalhadamente todos os serviços do #MO_Pudong. Visito às áreas onde foram gravadas partes do vídeo institucional do Mandarim Oriental Hotel Group. Conheço o prédio das residências. Tenho uma verdadeira aula sobre as obras de arte de artistas locais que integram a decoração.

Despedida com Champanhe no Mandarin Oriental Pudong

No final da tarde, conheço um pouco da história do #MandarinOrientalClub .  Angela Cai, a esbelta diretora do #MO_Pudong, me conta como ele se tornou um ícone da hotelaria em tão pouco tempo, mesmo estando no lado, digamos, menos badalado do rio. “Antes todos queriam ficar em Puxi. Agora Pudong passou a ter mais opções e turistas.”

Pois é Angela, acho que a localização é apenas um detalhe, quando o assunto é o Mandarin Oriental Shanghai Pudong. Ainda mais quando se acostuma a terminar o dia com seu “espumante” predileto. Último dia! Hora de partir. Último espumante. Ao longe, vejo a chinesinha que sempre me atendeu, chegando com uma garrafa diferente: “Mil desculpas senhora Adriana, mas seu espumante predileto acabou! Mil desculpas. Pode ser este?” Olho para a garrafa: é champanhe! Pode, respondo eu. Não é para se apaixonar pelo Mandarin? Ni hao!

*Jornalista se hospedou a convite do grupo Mandarin Oriental (#MOHG), representado no Brasil pela Xmart Consultoria e Marketing, e seguro viagem Travel Ace. Ela pagou os demais dias da extensão da estadia.

Crédito das fotos: Paulo Panayotis / Adriana Reis ©oqvpm

Dicas da Dri

  • Reserve uma suíte que tenha acesso ao Club Lounge
  • Pelo menos um dia vá ao spa e aproveite a piscina interna que tem música ambiente dentro da água aquecida.
  • Não deixe de reservar o serviço de transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa.

Serviço

  • Mandarin Oriental – Shanghai
  • Endereço: 111 Pudong Road (S), 200120 Shanghai, China
  • Informações: mopud-reservations@mohg.com
  • Reservas: mopud-reservations@mohg.com
  • Site