• 21 de September de 2017
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Submissão, dica de leitura do nosso colunista Prof. Dr. Cordás

Submissão, dica de leitura do nosso colunista Prof. Dr. Cordás

Por: Táki Athanássios Cordás | SÃO PAULO-BRASIL Categoria: Colunista

A sugestão de leitura do nosso colunista Professor Dr. Taki Cordás é mordaz e provocativa.Desta vez, ele indica o livro Submissão, de Michel Houellebecq(Editora Objetiva(2015).
Uma cidade luz envolta em sons, cores e sabores árabes soa improvável? Kebabs no lugar de croque monsieurs parece impossível? Paris envolta em burcas ao invés de Christian Dior e Channel ? Corão no lugar de Lévi-Strauss? É neste universo imaginário sombrio e visceral que se desenvolve a dica literária do Dr. Cordás. Há quem critique a nova obra de Houelldbcq... Há quem a indique vigorosamente.

O polêmico Michel Houellebecq

Mas uma coisa é certa: ninguém fica incólume a este irrequieto romancista francês que está sempre no centro das polêmicas e discussões. Afinal ele fala de algo que inquieta e assusta o mundo ocidental : a Islamofobia. No final  a decisão será sua! Boa leitura... ou seria, bon apetit???

SUBMISSÃO, DE MICHEL HOUELLEBECQ- Editora Objetiva, 2015 - R$ 26,90


Placas e indicações em árabe no Charles de Gaulle e nas avenidas. Até na Champs Elisée.Uma estrela e um crescente de metal dourado dominam a entrada da Sorbonne, agora a maior universidade islâmica do Ocidente.As galerias Lafayette não vendem mais saias ou vestidos da alta costura e as calças femininas já não insinuam mais nada. Grandes batas, calças largas e turbantes dominam todas as prateleiras.Já não é possível encontrar os tradicionais restaurantes de falafel na rue de Rosiers: os Kebabs passaram a dominar a rua. Os judeus abandonaram a França e  foram para Israel, aliás como Netanyahu sempre quis.Por toda Paris os restaurantes magrebinos vão substituindo os bistrots e os cafés ancestrais.A poligamia masculina recém liberada e o retorno das mulheres ao lar muda a dinâmica e a beleza das ruas.Esta ficção científica não tão distantemente futurista ocorre em 2022 quando ao final de um hipotético segundo mandato de François Hollande um governo islâmico assume o poder na França com o aparvalhado apoio da esquerda.Submissão, o controvertido livro de Houellebecq surge coincidentemente de maneira simultânea com o ataque à revista Charlie Hebdo e antecede por muito pouco a avalanche de refugiados vindos da Síria.Não me parece que do ponto de vista literário Submissão seja um livro memorável retendo-se demais nas fantasias e práticas sexuais de um Portnoy de meia- idade.  De fato, está muito longe de outros clássicos de ficção futurista política como o Admirável Mundo Novo de Huxley, 1984 de Orwell,  Fahrenheit 451 de Ray Bradbury ou o Homem do castelo do Alto de Philip DickMas se a prosa não é inesquecível o debate é ruidoso e atual.Imaginarmos, um dia, a capital da França parecida com Abu Dabi ou Omã pode parecer absurdo, não custa porém voltar novamente à Paris com alguma urgência, quando não para visitar o Instituto do Mundo Árabe.

PS. As opiniões de nossos colunistas não refletem, necessáriamente, as opiniões do site OQVPM. 

GALERIA DE IMAGENS

CLIQUE PARA AMPLIAR AS IMAGENS