• 23 de July de 2018
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Cosmopolita St. Barth vai virar a capital gastronômica do Caribe!

Cosmopolita St. Barth vai virar a capital gastronômica do Caribe!

Por: Paulo Panayotis | São Paulo - Brasil Categoria: Colunista

No início de novembro deste ano, a ilha de St. Barth, no Caribe, terá mais algumas estrelas em seu céu já repleto de astros. De colonização francesa, Saint Barthélemy, ou St.Barth para os íntimos, é puro charme. Pelo menos é o que dizem todos os meus amigos que já estiveram por lá! “É a ilha ícone de elegância do Caribe” costumam enfatizar celebridades e turistas comuns.


Um dos mais antigos hotéis na exclusiva praia de St. Jean
 
E por que terá mais estrelas do que o habitual? Porque de 3 a 6 de novembro acontece por lá o badalado festival gourmet de St. Barth. Porque, nesta quarta edição, haverá muitos chefes “estrelados”. Ninguém menos do que o chef Christian Le Squer, do Hotel Four Seasons George V, de Paris, será o anfitrião.
Ah, detalhe: o hotel George V, bem como seu restaurante, o Le Cinq, dispensam apresentações. São clássicos há séculos. O chef Christian Le Squer, que será o maestro do festival gastronômico de St Barth, assumiu as panelas do Le Cinq há poucos meses e já conseguiu vários prêmios. Serão nove chefes na verdadeira “Festa de Babette” da ilha. Juntos, ostentam mais de uma dúzia de estrelas Michelin, guia gastronômico mais badalado do mundo.  
Ou seja, a ilha vai virar o epicentro mundial do bem comer neste período.

Chefs preparando pratos em "estado de arte"

 “Quem visitar a ilha neste período, vai descobrir toda a riqueza da alta gastronomia além dos encantos de um Caribe conhecido por poucos”, destaca Chistiane Chabes, da CCHotels, que representa vários destinos turísticos franceses, entre eles, St Barth. 
Segundo a apresentação realizada neste mês de julho, em São Paulo, o festival gastronômico é uma excelente oportunidade de conhecer St. Barth unindo beleza, praias paradisíacas, hospedagem de excelência e alta gastronomia. 

Sofisticação em cada detalhe, vocação gastronômica

São mais de 80 restaurantes espalhados por cerca de 20 quilômetros quadrados de areias brancas, águas turquesa e corpos bronzeados. Isso sem falar nos hotéis luxuosíssimos encravados em pequenas baías que mais parecem aquarelas pintadas à mão por um Gauguin qualquer! Um deles, o Le Guanahani, que comemora 30 anos em 2016, além de fazer parte do festival, vai receber o grande chef Fabien Lefebvre (#Leguanahani30). Com novo design, assinado pelo arquiteto  Luis Pons, o hotel passou por uma reforma de cerca de 40 milhões de dólares. 
Não se assuste se cruzar com a Beyoncé entre uma praia e outra ou com alguma modelo, como a top da África do Sul, Candice Swanepoel, com olhar lânguido, perdido no mar. Ou ainda, não acreditar que, logo ali, no boteco à beira mar, os atores Tom Hanks e Leonardo Di Caprio tomam uma marguerita com o estilista Giorgio Armani! Sim foi lá mesmo que o número um do mundo do futebol, o portuga Cristiano Ronaldo, passou o final do ano em uma festa de arromba!


Praia de Flamands, a maior da Ilha


Parece que a vocação da ilha é esta mesmo: ser cosmopolita! Tanto que foi colonizada por franceses, ficou por mais de 100 anos nas mãos dos suecos e voltou para o comando da França. Do total de cerca de oito mil habitantes fixos, três mil são portugueses. Os demais são franceses, belgas e alguns privilegiados do mundo todo! Devo dizer que, de todas as ilhas caribenhas onde estive até hoje, minha paixão é pela tranquila e aconchegante Barbados, de colonização inglesa. Mas St Barth está na minha lista há anos! Será que vai desbancar Barbados? Caribe francês ou Caribe inglês? É a eterna luta entre a Inglaterra e a França! 

Crédito das fotos: Comitê Territorial do Turismo Saint Barthelemy