• 16 de December de 2017
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Nosso colunista mirim esteve na Colombia e dá todas as dicas

Nosso colunista mirim esteve na Colombia e dá todas as dicas

Por: Matheus Esposito Ribeiro | São Paulo - Brasil Categoria: Colunista

Em uma viagem é possível misturar quase tudo de bom?
Por Matheus Esposito Almeida Ribeiro

Será que você consegue misturar história, museus, maravilhas do mundo, comprar produtos de qualidade muito mais baratos, comer em ótimos restaurantes, ter segurança, fazer corridas de taxi muito baratas, ficar em hotel de luxo, fazer passeios típicos, ir numa praia do Caribe em que você olha para o fundo do mar e dá para ver seus próprios pés, sem sair da América do Sul?
A resposta é sim, basta ir para duas cidades da Colômbia: Bogotá e Cartagena. Mesmo não parecendo, na Colômbia é possível fazer isso.
Em Bogotá tem muitos museus, ótimos restaurantes, compras por preços baratos e pessoas simpáticas.
Um ótimo hotel lá é o Celebrities Suites, que fica na Calle 74 com 11  (Calle em espanhol é rua). No hotel Celebrities Suites os funcionários são agradáveis e simpáticos, igualmente ao ambiente e seu aconchego. Já a comida é boa, mas é ‘‘meio básica’’. Eu recomendo ficar lá. O hotel tem esse nome porque em seus quartos tem fotos, um pouco da vida e autógrafos de pessoas famosas.
Os passeios em Bogotá são maravilhosos e os museus também.

Museus que devem ser vistos

 Os museus que eu dou a dica para ir são:
- Museo Del Oro (Museu do Ouro)  onde se explica toda a história dos metais, um pouco sobre a colonização dos índios pelos espanhóis, onde de vez em quando tem exposições temporárias.
- Museu Botero onde o artista colombiano Fernando Botero recria obras de arte engordando-as (como a Monalisa, Jesus Cristo, Adão e Eva).
- Museu da Casa da Moeda (onde há passagem para o Museu Botero e para o Museu do Banco da República) que tem obras  de arte e explicações de como as moedas eram feitas e onde você aprende um pouco sobre a segurança do dinheiro. No Museu do Banco da República tem exposições temporárias e coisas semelhantes ao Museu da Casa da Moeda.
- Outro passeio que recomendo é o Museu da Esmeralda que fica no 23º andar de um prédio próximo ao Museu do Ouro. No museu eles explicam um pouco sobre esmeraldas. Dica: lá é proibido tirar fotos por questões de segurança.
-  O Museu da Polícia Nacional  é um passeio muito legal pois os próprios policiais explicam sobre as armas, veículos, cães, sobre a vida de Pablo Escobar(grande narcotraficante do país) e sobre as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Passeios legais

O Cerro de Monserrate é uma montanha e um ponto turístico de Bogotá. Ele tem duas opções de subida sendo uma pelo teleférico  e outra pelo bondinho. Quando você chega lá em cima tem a  “Via Crucis” e depois várias lojas espalhadas com barracas de comidas típicas. E o último ponto turístico mais importante para ir em Bogotá é o Parque 93,  um parque tipo o Ibirapuera, em São Paulo, só que muito menor.

Restaurantes legais

Os restaurantes de Bogotá são todos maravilhosos. Um deles é o Pátria, que tem no Museu do Ouro. Caso queiram jantar, outro restaurante é o Astrid y Gastón, que é um lugar muito chique e precisa de reserva.
Já o Mercado é um restaurante mais desprendido, que está localizado perto do Parque 93.
Tem ainda o famosíssimo restaurante Andrés Carne de Res,  que é gigante e típico de lá  e tem duas unidades.  Uma na Zona T e outra perto da Catedral de Sal.
Os restaurantes na Colômbia ficam em bairros. Esses bairros são classificados em Zonas. Tem a Zona T dos bares, a Zona R dos restaurantes e a Zona G dos restaurantes Gourmet.  

Passeios imperdíveis 

Um passeio imperdível é ir na Catedral de Sal que fica na cidade de Zipaquirá e está  a 1h, 1h30 de Bogotá. Para chegar até  lá, uma opção é contratar um taxi por um dia inteiro.
Quando você chegar na Catedral, na hora de comprar o ticket, a melhor coisa a se fazer é comprar o ingresso completo sem a parede de  escalada. Nesse “pacote’’ você compra o tour pela  Catedral de Sal, que sai de hora em hora, a rota dos mineiros, uma caminhada pela mina de esmeraldas e o cinema. Essas são as atrações subterrâneas e em cima da terra tem um museu que explica quase a mesma coisa que o vídeo, mas com mais informações.
O Museu de Sal, que não é muito grande, só é permitido percorrer com um guia e com um grupo. Lá também há um vídeo com explicações, porém o outro filme é mais legal que o do Museu, mas mesmo assim vale a pena ir nos dois.
E o último passeio acima da Catedral, sem ser a escalada,  é a jardineira que anda pela cidade de Zipaquirá, que eu não gostei muito porque eu não entendia espanhol e o guia não falava outra língua.

Minha dica sobre a cidade

Algumas dicas sobre Bogotá são eficientes, como: não é confiável pegar os taxis com a cor amarela (do carro e não da placa, porque todos os taxis tem placa amarela) porque eles podem ficar dando voltas para o taxímetro cobrar mais. O melhor é pegar os taxis brancos que normalmente ficam parados nos hotéis.

NOTA DO EDITOR: Nosso colunista esteve na Colômbia e visitou duas cidades: Bogotá e Cartagena. Na primeira parte deste artigo, ele dá dicas pessoais e saborosas sobre Bogotá. Leia aqui a a segunda parte e conheça Cartagena pelos olhos de Matheus Espósito Ribeiro.

GALERIA DE IMAGENS

CLIQUE PARA AMPLIAR AS IMAGENS