• 24 de June de 2019
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Desafios da hotelaria em debate na Equipotel-Conotel 2019

Desafios da hotelaria em debate na Equipotel-Conotel 2019

Categoria: Hotelaria

"O Museu do Louvre recebe mais de 50 milhões de turistas por ano e o Brasil inteiro entre cinco e sete milhões, precisamos mudar isso", afirma executivo na abertura da Feira.

Por Paulo Panayotis de Goiânia

Goiânia/Goiás - Com a expectativa de atrair mais de 3.500 visitantes e 50 marcas, teve início nesta quarta-feira, dia 8 de maio, a 61a edição da Equipotel/Conotel 2019. O evento reúne os mais importantes players com poder de decisão em todo o País, afirma Thais Faccin, executiva da Reed Exibitions, que organiza a feira. "Esta é a primeira vez que a Equipotel/Conotel acontece em Goiânia", completa.

Ela afirma ainda que o mercado de turismo cresceu 25 por cento nos últimos cinco anos. "Pode parecer pouco, maspor se tratar da região Centro-Oeste do Brasil, é um numero absolutamente considerável". Inteligência artificial para a hotelaria, como atuar em tempos de multiplataformas e a melhoria da qualidade dos serviços prestada pelo setor são alguns dos principais temas abordados na edição de 2019.

“O setor do agronegócio gera, em média, cem empregos diretos por fazenda", afirmou o presidente da ABIH Nacional, Manoel Vilares, em seu discurso de abertura. "Enquanto que somente um empreendimento no turismo, por exemplo o Beach Park, em Fortaleza, no Ceará, gera mais de mil e quinhentos", concluiu ele.

Ouvindo o discurso de abertura estavam, entre outros, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, ligado diretamente ao agronegócio e o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, investigado pela Policia Federal por participação no suposto esquema de candidaturas de laranjas nas eleições de 2018.
O discurso mais contundente e consistente foi do presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, CNC, José Roberto Tadros
"Somente o Museu do Louvre, na França, recebe mais de 50 milhões de turistas a cada ano, enquanto o Brasil inteirinho recebe entre cinco e sete milhões", começou Tadros.Segundo ele o turismo representa entre dez e doze por cento do Produto Interno Bruto Brasileiro mas recebe muito pouca atenção das autoridades federais. "Isso tem que mudar", sentenciou ele. Tadros destacou ainda que Goiás teve, em 2018, um crescimento chinês na área de turismo, ou seja, 19,2 por cento. E isso deve-se às melhorias que os governos locais implementaram como por exemplo, melhorar muito a segurança pública em todo o estado. "Com isso, Goiás está fora da mídia policial, da mídia violenta no imaginário do turista", destacou. Criar políticas públicas direcionadas ao Turismo, ter apoio do Governo Federal com a criação de linhas de crédito ao setor hoteleiro bem como regulamentar as hospedagens informais foram outras reivindicações durante a abertura da Equipotel.
Já o ministro do Turismo falou pouco e repetiu o discurso oficial que tem feito em suas aparições. Ele reiterou a necessidade de integração das Secretarias Estaduais de Turismo ao Ministério e a necessidade de transformar a Embratur, que hoje é uma autarquia especial, em uma agência de fomento turístico. Por fim, o governador Ronaldo Caiado afirmou que, apesar de estar apenas quatro meses a frente do executivo, o estado já se destaca como exemplo na área de segurança pública. "Não existe investimento dos empresários sem segurança, e isso nos temos feito por aqui", afirmou Caiado.

O governador, que politicamente é um dos lideres históricos do centrão, disse que o governo está fazendo a parte dele e que os hoteleiros também têm que fazer a sua, investindo em melhorias na infraestrutura hoteleira de Goiás. "Precisamos da ajuda de todos para melhorar ainda mais Goiás".
A Equipotel regional/Conotel 2019 acontecem simultâneamente entre os dias 8 e 10 de maio em Goiânia e é uma iniciativa conjunta da ABIH-Nacional e da Reed Exhibitions e é o principal evento para as empresas que compõem a cadeia de hospitalidade hoteleira e visa proporcionar negócios e oportunidades nas principais capitais brasileiras.

Jornalista Paulo Panayotis viajou a convite da ABIH Nacional.